"Se eu pedisse, eles iam lamber meus pés", diz Sarney sobre ex-aliados

"Se eu pedisse, eles iam lamber meus pés", diz Sarney sobre ex-aliados

Durante 10 minutos de discurso, ele alfinetou a oposição e os ex-aliados


O senador José Sarney (PMDB-AP) esteve hoje (16) absolutamente à vontade ao discursar, na Batuque Brasil, durante a passagem do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), que veio ao Maranhão confirmar o apoio da presidente Dilma Rousseff (PT) ao candidato a governador Edison Lobão Filho (PMDB).

Durante 10 minutos de discurso, ele alfinetou a oposição e os ex-aliados, contou uma suposta história de um cego abordado por Flávio Dino (PCdoB) e disse o que pensa da presidenciável Marina Silva (PSB).

Veja abaixo os principais trechos:

“Até mesmo esses inimigos meus, todos passaram pela minha mão. Não tem um que não tenha me bajulado. Não tem um que não tenha chegado quase… Se eu pedisse, eles iam lamber meus pés”

“Me contaram uma história de um cego que estava lá quando o Flávio Dino, com aquela arrogância, aquela barriga grande de desembargador, passou e deu um esmola. E disse: ‘sabe quem está lhe dando essa esmola? É o futuro governador do Maranhão’. E o cego: ‘Ôh, Lobão! Muito obrigado!”

“Povo da minha terra, nós vamos eleger Dilma. Uma mulher de caráter, firme, forte. É uma mulher de comando, pela qual eu tenho grande admiração. E, concorrendo com ela, eu conheço a outra, passou comigo 16 anos no Senado, a dona Marina. Com essa cara de santinha, mas ninguém mais radical, mais raivosa do que ela. Quando ela fala em diálogo, o que ela chama diálogo é converter você”
Share:

Blog Archive

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347
E-mail: willian.redondoombrods@gmail.com