Padre, prefeito de Pinheiro e ministro Sarney Filho jogam pesado em candidata em Guimarães.

FONTE BLOG DO LUIS CARDOSO
Já Margarete não mede esforços para torrar dinheiro na campanha com a ajuda da igreja católica, e da prefeitura de Pinheiro
O Padre William , Pároco da cidade de Alcântara ,abandonou a Igreja para fazer campanha eleitoral em Guimarães , onde foi prefeito por duas vezes. Diariamente o religioso é visto “catequizando” os eleitores na busca de voto para os seus candidatos. Alguns religiosos mais tradicionais na cidade desejam denunciar o fato ao Bispo de Pinheiro, Dom Elio Rama, e ao Arcebispo Dom Belizário .
A candidata do padre é Margarete Ribeiro que é apoiada pelos viúvos da família Sarney, Victor Mendes e pelo próprio parante da oligarquia, Adriano Sarney Victor, filho do ministro do Meio Ambiente, Zequinha Sarney.
Apesar do uso da máquina municipal, a atual prefeita Nilce Farias, que concorre à reeleição, sofreu profundo desgaste pela desastrosa administração e não tem a menor chance de ser reconduzida.

Já Margarete não mede esforços para torrar dinheiro na campanha com a ajuda da igreja, da prefeitura de Pinheiro e das verdinhas do Ministério do Meio Ambiente
Share:

Polícia apreende quase R$ 80 mil na casa ex-prefeito de Jenipapo dos Vieiras


A Polícia Civil do MA, por intermédio da 15ª Delegacia Regional de Barra do Corda, coordenada pelo Delegado Regional Renilto Ferreira, realizou a “Operação Sufrágio” que culminou na prisão do ex-prefeito e fazendeiro Giancarlos Oliveira Albuquerque de Jenipapo dos Vieiras e do contador da Prefeitura do município, Zingomar Mota.
O objetivo é fiscalizar crimes eleitorais e uso abusivo de poder econômico dos candidatos à eleição deste ano na cidade de Jenipapo dos Vieiras.
Durante as buscas foram apreendidos R$ 67.910,00 mil em espécie e R$ 11.000,00 mil em cheque, totalizando R$ 78.910,00 em poder de Giancarlos Oliveira Albuquerque.
Giancarlos ė ex-prefeito e principal articulador político do atual candidato Moisés Ventura. Em sua casa também havia um motor com um gerador de energia elétrica pertencentes à Prefeitura Municipal de Jenipapo, além de várias anotações e listas de eleitores que estão sendo analisadas.
Ainda foram apreendidos R$ 6.430,00 em poder de Naside Barbalho Nascimento, candidata a vereadora, esposa de José Hermogenes, que foi vereador de Jenipapo dos Vieiras por mais de 10 anos seguidos.



Ex-vaqueiro da fazenda do pai, Jean Albuquerque teve o patrimônio aumentado numa velocidade estupenda depois que foi duas vezes prefeito de Jenipapo. Hoje, ele é proprietário de quase 20 mil cabeças de gado, distribuídos entres 12 fazendas que vão de Jenipapo, Itaipava e Lago Grande.
O milionário possui ainda dois postos de combustíveis e constrói um que será o maior da região à beira da BR 226


Share:

Luciano Genésio é o próximo prefeito de Pinheiro com 49% dos votos, diz pesquisa

Pesquisa do Instituto Prever mostrou que o candidato a prefeito Luciano Genésio está com vitória consolidada no município de Pinheiro-MA.
De acordo com os dados, Luciano tem 49% dos votos contra o atual prefeito Filuca Mendes que aparece com 27,2%.
O candidato apoiado pelo governo Dr. Leonardo Sá tem apenas 13,6%. Antônio Américo obteve 1,3%; Antônio Américo 1,3% e Kelson Vinicius 0,5%. Não souberam ou não responderam 6,8%. Votos nulo/branco 1,6%.
No cenário rejeição, o prefeito Filuca liderou com 47,4% dos votos. Em seguida com 16,0% de rejeição apareceu Genésio. O candidato Leonardo Sá teve 8,4%; Kelson Vinicius 8,1% e Antônio Américo 2,9% de rejeição.
REJEITADO
O Prever também fez levantamento sobre a administração de Filuca Mendes. Foram 65,4% que desaprovaram a atual gestão. Somente 30,9% da população aprovaram. Não souberam ou não responderam 3,7%.
A pesquisa foi realizada no dia 24 a 26 deste mês e foi registrada na Justiça Eleitoral sob número MA-00961/2016. A margem de erro foi de 4,5% para mais ou para menos.


Share:

Pacote com R$ 50 mil para comprar votos é apreendido em avião no interior do MA

Dinheiro estava em maços de notas diferentes…
 Por meio de uma denúncia anônima e atuação firme do Ministério Público Eleitoral da 44ª Zona, a Polícia Civil apreendeu em um avião monomotor CESNA 210 a volumosa quantia de R$ de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) em espécie, na cidade de Passagem Franca,  por volta de 13h desta terça-feira (27),
No pacote com envelope de marcas do Banco do Brasil continham maços de cédulas de de 100, 50 e 20 reais.
Liderada pelo  delegado Fábio Brito de Amaral, a ‘operação Santos Dumont’ foi deflagrada em cumprimento a mandado de busca e apreensão já que haviam sido passadas informações de que a aeronave, de propriedade de Juarez Alves da Silva, conhecido como ‘Miliao’, estava vindo da cidade de Itaituba/PA com o dinheiro.
Avião foi apreendido em Passagem Franca; dinheiro seria usado para comprar votos.
Segundo o MPE, o dinheiro que não se sabe a origem, seria usado para a compra de votos, e portanto, desequilibrar o processo eleitoral no município de Lagoa do Mato.
O proprietário do avião foi conduzido à delegacia de Passagem Franca e liberado após sua oitiva, mas o dinheiro foi apreendido.
A polícia prossegue com as investigações para saber quem seria o destinatário do dinheiro.
Há suspeita que a “bolada” seria referente a empréstimo de um agiota ao um candidato a prefeito da cidade de Lagoa do Mato.


Share:

Presidente Sarney, no Maranhão, é a pior do País em Bem-Estar

Emancipado em 1994, o município de Presidente Sarney, no Maranhão, amarga a pior posição entre as 5.565 cidades brasileiras no Índice de Bem-Estar Urbano (Ibeu), elaborado pelo Observatório das Metrópoles. A cidade de pouco mais de 17 mil habitantes, a maioria na área rural, também contabiliza números ruins em outros indicadores.
O município está encravado na região mais pobre do Estado: a Baixada Maranhense. Tem Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) 0,555 e a renda per capita é de R$ 170.
Presidente Sarney não tem abastecimento de água e depende dos poços da praça e de algumas casas que instalaram o equipamento. A esperança para o problema é a ligação com o Rio Turi, distante nove quilômetros.

A cidade também não tem saneamento básico, água encanada, emprego nem hospital. Porcos, bois, cavalos, cachorros e bodes passeiam pela única avenida, a Padre Rios, onde também se acumula o lixo, que só é recolhido a cada três dias. Avaliações da Secretaria Municipal de Saúde apontam que todas as crianças têm vermes. Nenhum representante da prefeitura foi encontrado para comentar o resultado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Share:

Pesquisas da Escutec são colocadas sob suspeita depois de muitos atropelos do Instituto.


Uma articulação feita nos bastidores pelo Prefeito de Pinheiro Filuca Mendes com o ex-presidiário Fernando Junior dono da Escutec.      

Desde 1998, a Escutec passou a fazer pesquisas eleitorais no Maranhão. Com a mesma facilidade com que coleciona clientes, a empresa possui no portfólio um sem-número de polêmicas por conta do seu trabalho.
Não é de se esperar que, numa disputa política, o resultado de uma pesquisa agrade a todos os candidatos. O problema é quando os resultados não batem após abertas as urnas. Quando os números são dissoantes daqueles que foram divulgados.

O caso das duas pesquisas no mesmo dia com resultados diferentes
Nessa quarta-feira (28) a Escutec se envolveu em nova polêmica, desta vez na cidade de Pinheiro. Primeiro o jornal O Estado do Maranhão divulgou uma pesquisa que aponta o candidato Luciano Genésio na liderança da disputa. Logo depois, blogs aliados do prefeito Filuca divulgaram uma pesquisa da mesma Escutec com um resultado diferente, onde o prefeito é que está na liderança

Prisão de Fernando Júnior volta à tona
Com a divulgação das pesquisas eleitorais esse ano, volta à baila a notícia da prisão do empresário Fernando Junior, dono da Escutec. Ele foi preso pela Polícia Federal em outubro de 2015 durante a operação Attalea, que investiga desvio de dinheiro da prefeitura de Anajatuba, no Maranhão. hummmmmmmmm será que pinheiro ta neste rolo.

O caso dos povoados de Santa Inês
Uma pesquisa da Escutec sobre as intenções de voto em Altamira demonstrou uma articulação feita nos bastidores por Robert Bringel , ex-prefeito de Santa Inês e Ricardo Almeida, prefeito de Altamira e candidato a reeleição.
O esquema resulta na venda dos votos de povoados de Santa Inês para favorecerem Ricardo Almeida (PMDB) na disputa eleitoral. Robert Bringel teria vendido os eleitores por meio milhão de reais. 
Há alguns anos, oito povoados de Santa Inês foram incorporados a Altamira, são eles: Barro Branco, Bom Futuro, Bom Jesus, Boa Vistinha, Ladeira do Gato, São João dos Crentes, Santa Cruz e Três Satubas.
Esses povoados foram beneficiados na gestão de Bringel quando foi prefeito de Santa Inês. Agora, aproveitando da sua influência, ele negociou os votos da região em favor de Ricardo Almeida. Os povoados já voltaram a pertencer a Santa Inês, mas os moradores continuam cadastrados como eleitores em Altamira.
Bringel, Ricardo Almeida e Dr.Miranda, pai de Ricardo e quem realmente manda na prefeitura, visitaram os povoados no inicio do mês. Dois dias depois a Escutec mandou fazer a pesquisa na cidade e listou cinco desses povoados. O resultado deu favorável a Ricardo Almeida, em índice que foi divulgado sem sequer listar o percentual de indecisos ou votos brancos e nulos.


Share:

Sebrae e Senar levam educação empreendedora para famílias do campo


Três turmas do Programa Negócio Certo Rural estão em 

andamento na regional Santa Inês.


O Sebrae em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), está possibilitando, por meio do Programa Negócio Certo Rural, que diversas famílias de municípios do interior do estado se capacitem para administrarem seus negócios no campo.
Na regional de Santa Inês, atualmente três turmas do Programa Negócio Certo Rural (NCR) estão em andamento, nos municípios de Zé Doca, Nunes Freire e Viana e recentemente foram concluídas as capacitações em Arari, Viana e Matinha. Todo conteúdo é voltado aos pequenos produtores rurais e suas famílias e utiliza ferramentas simples de gestão, para que eles possam desenvolver e melhor administrar suas pequenas propriedades rurais.
A maioria dos participantes do NCR cultiva hortaliças, cria frango caipira ou peixe em cativeiro e tira desse trabalho a renda que mantem a família, como o Jorge Daniel Ribeiro, presidente da Associação dos Produtores Rurais de Cacoal, uma comunidade quilombola na zona rural de Viana, ele fez questão de enfatizar que se inscreveu porque acredita que esse é o melhor caminho para melhorar a atividade e ter resultados. “Já participei de outras capacitações oferecidas pelo Sebrae e aprendi muito, inclusive hoje sou fornecedor de produtos para merenda escolar, por conta de cursos que me prepararam para isso”, enfatizou.
Presente no lançamento de mais uma turma do programa em Viana, eu aconteceu no último dia 20, a coordenadora do NCR, Agriciomar Melo, ressaltou a importância de preparar os produtores rurais para trabalhar nos seus negócios.
De acordo com o gerente da regional do Sebrae em Santa Inês, Aluizio Muniz, também presente no lançamento da nova turma do programa em Viana, os resultados têm sido animadores. “Até o final do ano vamos capacitar 13 turmas do Negócio Certo Rural só em municípios da nossa Regional. Estamos satisfeitos porque essa metodologia está dando certo no setor rural, uma vez que trabalha tanto a gestão de produção, quanto a comercialização e desperta no dono da propriedade o espirito empreendedor, onde ele passa a buscar resultados levando em conta a qualidade e a produtividade do pequeno negócio”, conclui Muniz.
Gilciléa Marques
Unidade de Marketing e Comunicação
Regional do SEBRAE em Santa Inês - Ma
Contatos: (98) 8237-3242

Sebrae – Santa Inês -MA (98) 3653 2461 
Share:

Governador Flávio Dino assina ordem de serviço para construção de ponte sobre o Rio Pericumã

Um sonho antigo deixa o papel para mudar a vida da população da Baixada Maranhense. O governador Flávio Dino deu a largada, nesta terça-feira (27), em Bequimão, na construção da ponte sobre o Rio Pericumã. Um sonho antigo dos moradores, a ponte ligará Bequimão à Central do Maranhão, beneficiando, além das duas cidades, mais de 10 municípios da região, gerando empregos durante a obras e garantindo renda a pelo menos 450 famílias.
Ao assinar a ordem de serviço, que autoriza o início da construção, o governador lembrou os impactos que a ponte trará. “Acredito muito nessa região. É um investimento de quase R$ 70 milhões, que vai gerar imediatamente 400 empregos, é uma ponte que vai beneficiar diretamente 10 municípios e dinamizar atividades econômicas, como a agricultara familiar, a pesca, o turismo. É uma obra esperada há cinco décadas, que vai integrar os municípios à capital do Maranhão, acima de tudo gerando oportunidade às pessoas antes esquecidas, porque essa obra nunca foi prioridade, mas no nosso Governo é”, enfatizou o governador, lembrando que será um passo importante até para tornar mais conhecidas as belezas do litoral ocidental do Maranhão, garantida a facilidade no acesso.
Com 589 metros de extensão, a ponte tem um projeto de engenharia de complexidade técnica. O engenheiro responsável pela obra, Luís Calil, explicou que na região onde será construída a ponte há 26 metros de espessura de solo mole, e além do rio, também existe a influência de marés. “Essa obra só se compara a ponte do Rio Negro, no Amazonas, com fundações de características iguais a essa. É uma obra de um grau de dificuldade técnica muito grande, porque é uma obra de execução sobre lâmina d’água de 17 metros e no subsolo tem uma coluna de solo mole. Mas nós temos técnicas apuradas e vamos executar com dignidade, como o governador espera”, destacou o engenheiro.
Para a mão de obra, o governador solicitou que fosse dada prioridade à população local, o que animou os moradores, como Lúcia Cristina, que vê uma grande oportunidade se abrindo. “Vai gerar emprego e aqui precisa muito. Além disso, vai ficar mais perto para quem precisa viajar entre os dois municípios. É um sonho muito antigo”, pontuou


Share:

Juiz defere candidatura de Luizinho Barros em São Bento…



O juiz Marcelo Moraes Rêgo de Souza, da Terceira Vara Eleitoral, deferiu o registro  do candidato a prefeito de São Bento, Luizinho Barros (PCdoB), e de seu vice, Daniel Cid Bitencourt, da coligação “São Bento de Todos Nós”.
O magistrado alega que o processo está devidamente instruído com os documentos pertinentes e que a elegibilidade de Daniel Cid Bitencourt, que havia sido contestada, fica assegurada nos termos da Lei.
A decisão, que defere a candidatura de Luizinho Barros e de seu vice em São Bento, faz cair por terra todas as acusações infundadas desferidas pelos adversários de que a candidatura estaria irregular.
Na mais recente pesquisa realizada em São Bento, o instituto Escutec aponta que o candidato Luizinho Barros (PCdoB) é o líder absoluto na disputa pela Prefeitura  com 54,5% das intenções de voto, na pesquisa estimulada, com larga vantagem em relação ao segundo colocado, Dino Penha (PV), que aparece com 16,5%.
O levantamento, encomendado pelo Blog Marrapá, foi registrado, no dia 26 de agosto de 2016, no Tribunal Superior Eleitoral  (TSE) sob o protocolo  de número MA-08405/2016. Foram entrevistadas 400 pessoas.
Ainda na estimulada, o atual prefeito Carrinho Muniz (PSDB) aparece em terceiro lugar com 14,8% das intenções de voto, Raimundo Borges (PSC) está com 1%, Nenhum Deles 2,3% e Não Sabe/ Não Responde 11%.
Na espontânea, quando os nomes dos candidatos não são citados pelo entrevistador, Luizinho Barros aparece também com larga vantagem, 51,8%, em relação  aos dois adversários empatados na segunda colocação, Dino Penha e o prefeito Carrinho Muniz (PSDB), com 13,5% cada um. 1,8% disseram que não votariam em Ninguém e 19,5% Não Sabe/ Não Responde.


Share:

TSE autoriza tropas federais em 44 cidades do Maranhão,

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral autorizaram na noite desta terça-feira, 27 de setembro, envio de forças federais para 44 municípios maranhenses. São eles: Amarante do Maranhão, Araióses, Água Doce do Maranhão, Arame, Bacuri, Barra do Corda, Fernando Falcão, Benedito Leite, Bequimão, Bom Lugar, Buriti, Buriticupu, Bom Jesus das Selvas, Cajari, Carolina, Codó, Coelho Neto, Coroatá, Cururupu, Guimarães, Lago da Pedra, Matinha, Olinda Nova do Maranhão, Mirador, Sucupira do Norte, Passagem Franca, Buriti Bravo, Penalva, Pinheiro, Pedro do Rosário, Presidente Sarney, Santa Helena, Turilândia, Santa Luzia, Santa Luzia do Paruá, Santa Rita, São José de Ribamar, São Luís, São Raimundo das Mangabeiras, Sambaíba, São Vicente Férrer, Tuntum, Tutóia e São Mateus.
No pedido de força federal para estes 44 municípios, o TRE-MA argumentou ser de “conhecimento geral que o processo eleitoral no país inteiro tem acarretado, com significativo aumento nos últimos pleitos, disputas acirradas entre grupos políticos locais que não raro desencadeiam episódios de violência ora contra eleitores, ora contra esta Justiça especializada, seu patrimônio, juízes e servidores.
Share:

Fraude em Pinheiro? Escutec divulga duas pesquisas no mesmo dia com resultados diferentes para favorecer Filuca

desesperado Filuca Mendes contrata Fernando Junior, para falsificar pesquisa em Pinheiro

O dono da empresa Escutec, Antonio José Fernando Junior Batista Vieira, conhecido pelas pesquisas eleitorais de intenção de votos manchadas de erros em diversos levantamentos no estado, foi preso pela Polícia Federal 

A suspeita de fraude cometida pele instituto Escutec deve causar revolta em Pinheiro.
O dono da Escutec, o jornalista Fernando Júnior – que já foi preso em Pedrinhas acusado de  participar de um esquema de desvio de dinheiro público em Anajatuba
O instituto Escutec perdeu a vergonha e passou por cima da ética profissional. Hoje, o instituto simplesmente distribuiu duas pesquisas do mesmo município. A primeira foi publicada no jornal O Estado do Maranhão na edição de hoje. Luciano Genésio vence a eleição com 32´6% contra 30,5 do prefeito Filuca Mendes do PMDB.
Depois da publicação em O Estado, blogs aliados do prefeito Filuca divulgaram uma outra pesquisa Escutec com resultado diferente. Desta vez, dando vitória do prefeito com 35,8 % contra 28,8% de Luciano.
O dono da Escutec, o jornalista Fernando Júnior – que já foi preso em Pedrinhas acusado de  participar de um esquema de desvio de dinheiro público em Anajatuba- alegou falha na distribuição do resultado. Segundo ele, a pesquisa enviada para O Estado é de um levantamento feito no começo do mês.
Mas, a explicação não convenceu e já corre nos bastidores que Fernando Júnior foi pressionado a passar por cima de tudo e mandar uma outra pesquisa com o resultado contra Luciano. Fernando Júnior  amigo pessoal de Filuca e do deputado federal Vitor Mendes.
A postura de Fernando Júnior de usar blogs alinhados do prefeito para divulgar a pesquisa que ele diz ser a correta é uma afronta ao Jornal O Estado e pode ser a prova de que tudo não passa de uma fraude montada em cima da hora para favorecer o amigo Filuca Mendes
A suspeita de fraude cometida pele instituto Escutec deve causar revolta em Pinheiro.
E algo que seria para ajudar o amigo Filuca pode garantir de uma vez a eleição de Luciano Genésio.

O clima de revolta em Pinheiro com as diversas armações contra Luciano é cada vez maior. E essa manipulação da pesquisa Escutec pode ser a gota d’ água.
Share:

DESESPERADOS PARTEM PARA O ATAQUE A LUCIANO GENESIO 47% DA ACEITAÇÃO DA POPULAÇÃO DE PINHEIRO

Prefeito Filuca, desesperados
Não tendo alternativas os três candidato a prefeito da cidade de Pinheiro, Filuca Mendes, Leonardo Sá, Kelson, partem para o ataque a Luciano Genesio (PP)  com mais a aceitação da opinião pública com uma margem de 14% sobre o segundo colocado, sendo que o candidato do governador Flavio Dino, Leonardo Sá, não passou dos 15%  de aceitação pela população de Pinheiro.

Leonardo Sá Candidato de Flavio Dino não decolou 

Kelson 1% do Eleitorado
O desespero é tão grande que os mesmo usam o programa eleitoral para atacar Luciano Genesio(PP)  Com as traição dos seus aliado Luciano ficou sozinho junto com o povo, hoje Luciano tem 47% do eleitorado de Pinheiro a seu favor.
Share:

Teori autoriza STF a investigar delação de Machado que cita Sarney

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a abertura de procedimentos preliminares para apurar fatos narrados na delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, um dos delatores da Operação Lava Jato. Os procedimentos preliminares visam a apurar a existência de um suposto acordo envolvendo parlamentares para barrar a operação, além de outras suspeitas envolvendo políticos do PT, PSDB e PMDB.
Teori Zavascki atendeu a pedidos formulados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que solicitou providências para dar prosseguimento à apuração após o acordo de delação premiada de Sérgio Machado ter sido validado pelo STF.
As novas frentes da primeira fase da investigação, se solicitadas por Janot e autorizadas pelo ministro, deverão tratar sobre o suposto “acordão” para barrar as investigações da Operação Lava Jato, uma doação de R$ 40 milhões do Grupo JBS para o PMDB, um suposto repasse ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) de recursos para viabilizar a candidatura dele à presidência da Câmara dos Deputados em 1998 e o suposto pedido do presidente Michel Temer de ajuda de recursos para a campanha do ex-candidato à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita.
A Procuradoria Geral da República (PGR) chegou a pedir a prisão do ex-presidente da República José Sarney em razão de suspeitas de que ele estava tentando obstruir as investigações do esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Em gravações, Sarney sugere a escalação de dois advogados — Cesar Asfor Rocha, ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), e Eduardo Ferrão — para uma conversa com Teori Zavascki, relator da Operação Lava-Jato no STF. A ação de Sarney tinha como objetivo obstruir as investigações sobre a organização especializada em desviar dinheiro de contratos entre grandes empresas e a Petrobras.
A partir da decisão de Zavascki, o procurador-geral também deverá avaliar como será apresentada ao Supremo a investigação contra mais 20 políticos citados pelo ex-diretor acusados de receber propina. Entre eles o ex-senador José Sarney (PMDB-AP). O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado disse em delação premiada que Sarney recebeu propina de contratos da Transpetro durante nove anos, no valor total de R$ 18,5 milhões. Desse montante, R$ 16 milhões foram recebidos em espécie. O dinheiro está inserido na propina total repassada pela Transpetro ao PMDB, que somou mais de R$ 100 milhões ao longo dos anos.
O primeiro repasse de propina a Sarney foi realizado em 2006, no valor de R$ 500 mil. A princípio, o dinheiro era repassado sem periodicidade certa. A partir de 2008, as parcelas eram pagas anualmente. Os repasses perduraram até agosto de 2014. O dinheiro era transferido ora como doações oficiais ao PMDB, com recomendação expressa de repasse a Sarney; ora em entregas em espécie. A origem dos recursos eram as empresas com contrato com a Transpetro, que são investigadas na Lava-Jato.
Na mesma decisão, o ministro decidiu que somente citados que tem foro privilegiado, como os deputados e senadores, vão responder às acusações na Corte. Os demais serão enviados para julgamento pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal em Curitiba.


Share:

Presidente da Portela é morto a tiros no Rio de Janeiro.

Marcos Falcon era candidato a vereador do Rio de Janeiro pelo PP
O presidente da Portela, Marcos Falcon, foi morto a tiros na tarde desta segunda-feira (26), na Rua Maria José, no Campinho, Zona Norte do Rio.
Segundo informações do G1, Falcon tinha 52 anos e era subtenente da PM. Ele estava próximo ao seu comitê de campanha quando foi baleado com tiros de fuzil.
Em março de 2016, a 29ª DP (Madureira) investigou um plano para assassiná-lo. Falcon já havia sofrido quatro atentados, foi baleado com 18 tiros e passou por nove cirurgias, informou o Dia.

Falcon era candidato a vereador do Rio de Janeiro pelo PP.
Share:

Polícia destrói 130 mil pés de maconha em Centro do Guilherme, Maracaçumé e Centro Novo




A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Maranhão, por meio do Centro Tático Aéreo (CTA) e a Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), deflagrou a “Operação Tarim”, objetivando a localização e erradicação de plantações de Maconha nos municípios de Centro do Guilherme, Maracaçumé e Centro Novo.

Na região de Centro do Guilherme, na sexta-feira e sábado, foram localizadas três plantações de cultivo de maconha, dívidas em 20 roças. No local, foram erradicados e incinerados, aproximadamente, 60 mil pés da droga.

No domingo (25), na região de Maracaçumé, foi encontrada uma plantação dívida em duas roças, sendo erradicados e incinerados mais cerca de 70 mil pés de maconha.

Como resultado da operação, foram incinerados 130 mil pés de maconha, evitando que mais de dois mil quilos dessa droga chegassem às ruas.

Os policiais inutilizaram diversos utensílios empregados no cultivo dessas plantações, tais como poços artesianos, bombas e sistemas de irrigação, material para prensa e mais de 15 mil mudas.

Com buscas realizadas nas áreas, as investigações prosseguirão para identificar os proprietários das plantações


Share:

Justiça proíbe saques na ‘boca do caixa’ por parte de gestores de contas públicas

O juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, em decisão assinada recentemente, proibiu a realização de saques “em espécie” – os chamados “saques na boca do caixa – no Banco do Brasil e Bradesco, por parte de gestores de contas públicas em contas referentes a recebimentos de verbas oriundas de convênios e outros repasses do Estado do Maranhão.
O juiz alerta ainda que, por não permitirem a comprovação de que o dinheiro foi destinado ao fim que motivou a despesa, os chamados “saques na boca do caixa” são uma forma comum de desvio de verbas públicas.
De acordo com a decisão, também fica proibida qualquer transferência de valores mantidos nas referidas contas “para a conta única do Tesouro Municipal, Tesouro Estadual ou quaisquer outras contas de titularidade de municípios maranhenses e do Estado”, bem como “operações como emissão de TED’s, DOC’s e transferências com destinação não sabida e movimentações por meio de rubricas genéricas, como ‘pagamento a fornecedores’ e ‘pagamentos diversos’.
Na decisão, o juiz determina ainda que os recursos oriundos de repasses do Estado do Maranhão aos municípios sejam mantidos apenas nas respectivas contas específicas, devendo ser “retirados exclusivamente mediante crédito em conta corrente das pessoas que receberem os valores, as quais devem ter seus nomes, conta bancária e CPF/CNPJ identificados pelo banco, inclusive no corpo dos extratos”. Cabe aos bancos fornecer, mediante simples requisição ministerial ou de outros órgãos de controle estatais e dentro do prazo que lhes for consignado, as informações sobre movimentações em contas bancárias de titularidade do Estado, dos municípios e de qualquer de seus órgãos, consta das determinações. A multa diária em caso de descumprimento das determinações é de R$ 10 mil.
A decisão atende a pedido de Tutela de Urgência requerido pelo Ministério Público do Estado do Maranhão em desfavor dos citados bancos (Banco do Brasil e Bradesco) para o cumprimento de obrigação de fazer consistente nas determinações acima especificadas. Na ação, o MPE destaca, entre outras coisas, “a forma mais comum de escamotear a gestão irregular de recursos” representada pelos chamados “saques na boca do caixa” e a “imensa dificuldade de recuperar ativos desviados”. Segundo o autor da ação, a ideia não é impor aos bancos réus que fiscalizem a aplicação das verbas públicas, mas somente que as instituições bancárias não permitam o tipo de saque citado (boca do caixa) e “nem o envio de valores das contas específicas para outras contas do próprio Município (ou do gestor) ou para pessoas não identificadas”
Transparência

Douglas de Melo inicia as fundamentações destacando a razoabilidade das pretensões jurídicas do autor que, segundo ele (magistrado) “decorre de todo um sistema jurídico de proteção da res publica” (coisa pública), estabelecido a partir do artigo 1º da Constituição Federal. E acrescenta: “Os artigos 37 e 70 da Constituição da República, outrossim, reafirmam a obrigação do Estado com a publicidade, transparência, moralidade, controle e com o dever de prestar contas na administração de recursos públicos”. Para o juiz, os citados preceitos constitucionais “indicam que o modelo político adotado pela sociedade brasileira não admite como válida, do ponto de vista jurídico, qualquer prática,  comissiva ou omissa, tendente a vilipendiar o direito a uma Administração de recursos públicos transparente, eficaz e honesta”
Share:

MENTIRA TEM PERNAS CURTAS, ALEM DE MENTIROSO TENTA ENGANA A POPULAÇÃO DE PINHEIRO.

FONTE: JOACY QUEIROZ

“Uma mentira dita 1000 vezes passa a ser verdade”, esses é um dos pensamentos do prefeito atual de Pinheiro Filuca Mendes, cria as mentiras e joga na Tv Pericumã, acreditando que isso passará a ser verdade.
Mais não é bem assim, mesmo o prefeito Filuca Mendes, desrespeitando todas as leis de acesso a informação, temos como buscar essas verdade. E aqui vou demonstra uma das mentiras criada pelo prefeito Filuca  Mendes desde o primeiro dia que entrou nessa atual gestão, 01/01/2013.
A mentira criada pelo prefeito: “QUE A GESTÃO ANTERIOR DO EX-PREFEITO ZÉ ARLINDO, TINHA DEIXADO A SAÚDE FALIDA. POR ISSO NÃO PAGOU OS FUNCIONARIOS DOS HOSPITAIS E POSTOS DE SAÚDE, REFERENTE A DEZEMBRO/2012 QUE É FEITO EM JANEIRO/2013 ”.


Agora vejam os fatos verdadeiros:
Dezembro de 2012 Resto a pagar Saldo
3.953.634,29 2.412.595,85 1.541.038,44
Plena 1.668.679,67
Pab 1.149.120,00
Farmacia popular 42.802,35
UPA 910.000,00
Epidemiologia 183.032,27
O quadro acima mostra que a receita de dez/2012 do município de Pinheiro foi 3.953.634,29 (três milhões novecentos e cinquenta e três mil e seiscentos e trinta e quatro reais com vinte e nove centavos). O resto a pagar deixado pela gestão do ex-prefeito Zé Arlindo foi de 2.412.595,85 (dois milhões quatrocentos e doze mil e quinhentos e noventa e cinco reais com oitenta e cinco centavos) deixando um saldo de 1.541.038,44 (um milhão quinhentos e quarenta e um mil e trinta e oito reais com quarenta e quatro centavos), ou seja o prefeito atual Filuca Mendes, recebeu a Secretaria Municipal de Saúde com um Saldo POSITIVO de mais de um milhão e meio de reais.
Mais o melhor de tudo isso é que os 3.953.634,29 (três milhões novecentos e cinquenta e três mil e seiscentos e trinta e quatro reais com vinte e nove centavos) foi todo creditado no mês de janeiro/2013, ou seja, na administração do Prefeito Filuca Mendes, que simplesmente mandou o Banco do Brasil cancelar todos os pagamentos de folha de pessoal que já estava no banco para serem pagos no dia 03/01/2013 quando entraria os créditos da saúde.
deixo os documentos oficiais baixados no TCE-Tribunal de Conta do Estado, e a receita de dezembro/2012 e qualquer mês você pode acompanhar no site do ministério da saúde.



Share:

Coroatá: Tentativa de barrar máquinas contratadas pelo governo mostra que o coronelismo ainda está vivo no Maranhão



O coronelismo ainda impera em muitos municípios do Maranhão, onde verdadeiras oligarquias se apossam de prefeituras e passam a tratar a cidade como se fossem feudos, propriedades particulares. Um exemplo está em Coroatá, cidade que mais parece uma fazenda dos Murads, uma família ‘puxadinho’ da oligarquia Sarney.

O ‘dono do pedaço’, Ricardo Murad, não admite que seus interesses políticos sejam contrariados, que os adversários mostrem força política para que possam disputar eleições em pé de igualdade. Nem mesmo benefícios ao cidadão, levados por adversários políticos, são permitidos.

Um exemplo do modus operandi político dos Murads, em Coroatá, ficou evidenciado na sexta-feira (23), quando a ‘polícia’ da Prefeitura, a mando de Teresa Murad, tentou impedir que máquinas contratadas pelo governo do Estado fizessem o asfaltamento de uma avenida em um bairro da cidade. Foi preciso a intervenção da população e da polícia para fazer com que os serviços tivessem continuidade.

A ordem para apreender as máquinas e evitar a realização do asfaltamento teria partido do ‘coronel’ Ricardo Murad que disse que vai ser governador do Maranhão, mesmo com seu grupo político em declínio.

Irado, em um comício, Ricardo Murad vociferava chamando policiais e delegados de ordinários e imbecis, além de dizer que ninguém passa por cima da autoridade da prefeita da cidade (ou da autoridade dele, já que age como prefeito?).

Ele revela que usa um sistema de videomonitoramento para acompanhar os passos dos adversários. Murad chega a acusar a polícia de transportar, em viatura da PM, descaracterizada, Luís da Amovelar Filho, candidato a prefeito pelo PT, que seria também agiota. Deve ter usado o videomonitoramento para acompanhar a movimentação dos policiais na cidade, já que diz ter certeza desse suposto apoio ao candidato de oposição.
A atitude de Ricardo Murad, denunciado em esquema de desvios de milhões do programa ‘Saúde é Vida’, da Secretaria de Estado da Saúde, revela total desespero diante da possibilidade iminente de perder o comando de seu feudo eleitoral. Na verdade, perder uma grande fonte de renda familiar.
Share:

Operação 'Brasil Seguro' prende envolvidos com tráfico e apreende drogas e munições em Carolina


Com objetivo de apreender carros e motos roubadas, além do combate ao tráfico de drogas em um dos maiores pontos turísticos do Maranhão, a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Carolina, desencadeou na tarde da última sexta-feira (23), uma operação que resultou na prisão de sete pessoas.

O delegado Elmerich Bulhões, titular da Delegacia de Carolina, explicou que foram cumpridos mandados de busca e apreensão, além de um mandado de prisão preventiva. A operação ‘Brasil Seguro’ contou com apoio de policiais civis e militares da Regional de Balsas.

Durante a operação, foram presos Cleandson Furtado, 18 anos; Marinalva de Jesus Furtado Gonçalves, de 50 anos; Maria Aparecida Carvalho Noronha, de 19 anos; Adélia Alves, de 30 anos; e Daniel Cortez Gomes, de 22 anos. Eles foram autuados em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Com o grupo foram apreendidas 60 pedras de crack prontas para a venda, 12 papelotes de maconha, uma vasta quantidade de munições de diversos calibres e uma motocicleta com chassi raspado.


Também foram detidos Deuzimar  Gomes da Cunha e Kassio  Silva de Souza. Com Deuzimar foram apreendidas 133 munições de calibre 36; mais 173 munições de calibre 32; 603 munições de calibre 22; mais 1.200 unidades de espoleta número 5 e 150 espoletas para cartuchos calibre 23,16, 20, 24 e 28. Deuzimar foi autuado pelo crime de comércio ilegal de munições. Já contra Kassio, existia um mandado de prisão preventiva por descumprimento de medida protetiva.

Os presos permanecerão custodiados nas dependências da Delegacia de Carolina ficando à disposição do Poder Judiciário


Share:

Operação da polícia combate compra de votos e violência no interior do estado


Gestores da Secretária de Estado de Segurança Pública (SSP) estão dando prosseguimento à ‘Operação Eleições 2016’ em municípios do interior do Maranhão. A proposta é planejar o reforço do policiamento em regiões com histórico em crimes eleitorais, agiotagem e coação, com o objetivo de prevenir esses crimes. A ação é realizada em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) e Ministério Público (MP-MA).
Depois de Coroatá, na quarta-feira (21), a operação, coordenada pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, foi realizada, na quinta (22) e sexta-feira (23), nos municípios de Presidente Dutra, São Domingos do Maranhão, Governador Eugenio Barros e Senador Alexandre Costa.
Os gestores da SSP estão realizando reuniões de trabalho para distribuir delegados, investigadores e peritos criminais, com o objetivo de combater ações criminosas antes as eleições e durante o pleito eleitoral. Entre os participantes da operação, o secretário adjunto da SSP, Saulo de Tarso; o delegado Geral Lawrence Mello; o comandante Geral da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), coronel Frederico Pereira; o superintendente de Policiamento do Interior Dicival Gonçalves; e o superintendente da Polícia Técnica Científica (SPTC), Miguel Alves.
Em Coroatá, entre os focos em pauta, a difusão de um trabalho integrado entre as Polícias Civil e Militar. O secretário Jefferson Portela informou que uma força tarefa permanece no município para garantir mais segurança. Eles também se reuniram com a juíza Josane Araujo F. Braga; o juiz Francisco Ferreira de Lima e o promotor de Justiça Samarone Carvalho, quando asseguraram às autoridades, tranquilidade para o pleito do processo eleitoral de 2016. Foram ainda repassadas diretrizes no sentido da segurança e do quantitativo a ser usado durante o processo eleitoral no município.
O juiz Francisco Ferreira de Lima salientou que “esta ação das forças da segurança é inédita no município de Coroatá”. A juíza Josane Araujo Braga ressaltou que “a cidade já respira as eleições e que a ajuda dos profissionais da segurança são muito bem vindas para que o processo eleitoral possa ser realizado”, finalizou.
Presente o secretário adjunto de Segurança Pública, Saulo de Tarso informou que “em Coroatá, a partir de hoje, estarão presentes na cidade, dois delegados de polícia da Superintendência de Combate à Corrupção (Seccor), peritos criminais, policiais civis e militares para o combate à corrupção no processo eleitoral no município”, disse. O comandante da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira garantiu que “a presença destas equipes das polícias militar e civil, aqui no município serão no sentido de combater fraudes e corrupção. Irá chegar um contingente ainda maior de policiais militares e civis para integrarem as forças da segurança. Eles chegarão antes do período das eleições, para garantir um processo eleitoral seguro em Coroatá”, ratificou.
 delegado-geral de Polícia Civil, Lawrence Melo disse que “foi disponibilizado para permanecer até as eleições, uma equipe envolvendo delegados, peritos criminais, policiais civis, policiais militares e demais profissionais da segurança pública, no sentido de combaterem a corrupção no processo eleitoral”.
Mais 1.550 novos policiais
A cúpula da segurança pública visitou ainda os municípios de Presidente Dutra, São Domingos do Maranhão, Governador Eugenio Barros e Senador Alexandre Costa. Na manhã de sexta-feira (23), por volta das 10h visitaram o município de Governador Eugenio Barros, onde a comitiva visitou a Delegacia Regional, e o Batalhão da Polícia Militar. Na ocasião Jefferson Portela disse que os maranhenses estarão recebendo aproximadamente 1.550 novos policiais para as forças da segurança. “O governador Flávio Dino já autorizou para o primeiro semestre de 2017, mais 1.000 policiais em concurso público”.
O secretário de segurança visitou ainda o Fórum do município de Governador Eugenio Barros e a Promotoria de Justiça. O Promotor Francisco Hélio Porto Carvalho recebeu o secretário e reiterou o apoio para a tranquilidade das eleições. Finalizando as visitas aos municípios, a cúpula da segurança esteve na delegacia do município de Senador Alexandre Costa e São Domingos do Maranhão, onde foram repassadas as mesmas diretrizes e o apoio importante no sentido de ajudar os policiais para garantir a segurança para as eleições


Share:

Blog WILLIAN REDONDO

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347
E-mail: willian.redondoombrods@gmail.com