O significado da vitória de Augusto Lobato na presidência do PT, no Maranhão

Augusto Lobato está eleito presidente do PT no Maranhão, com larga vantagem sobre o adversário, o deputado estadual Zé Inácio.
A votação ocorreu no final da tarde deste sábado (13), no auditório do Cesir/Fetaema, com a participação dos delegados indicados pelas chapas que concorreram no Processo de Eleição Direta (PED), realizado em abril.
Inácio e Lobato polarizaram a disputa, respectivamente com 97 e 96 delegados. A chapa liderada por Francimar Melo, detentora de 40 delegados, migrou inteira para Augusto Lobato, sacramentando a vitória.
A eleição de Augusto Lobato para a presidência do PT no Maranhão foi uma demonstração de convergência de várias tendências internas, sinalizando maturidade política e superação de uma fase na qual o partido era marcado por uma sucessão de batalhas fratricidas.
Vira-se a página das disputas internas que travaram a legenda no passado, rivalizando lideranças históricas como Domingos Dutra x Vila Nova, Washington Oliveira x Domingos Dutra, PT de Sarney x Resistência Petista.
A partir de hoje não há mais PT de uma pessoa ou liderança. Há uma retomada do sentido de coletividade nesta legenda tão ferida por interesses individuais colocados acima do conceito de política.
Augusto Lobato ganhou a eleição e tem maturidade para não tripudiar sobre os adversários derrotados, porque ele sabe dialogar e precisa formar a governança na síntese dialética necessária à unidade partidária.
Ele conquistou a presidência, mas a vitória é do PT, uma legenda outrora estigmatizada no Maranhão por ser um antro de problemas e batalhas entre correligionários, deixando sempre feridas abertas, sangrando.
O novo presidente tem a missão de costurar os interesses das tendências, fazer a grande política e posicionar o partido de maneira generosa e propositiva no cenário estadual e municipal, sem submissão aos interesses fisiologistas que no geral pautam o convívio entre as legendas.
Muitas articulações de vários atores e atoras convergiram para a vitória de Augusto Lobato, somadas ao seu mérito próprio e perseverança, após várias disputas e derrotas.
Nesse novo cenário do PT, está praticamente descartada a chance de intervenção do diretório nacional, porque a votação deste dia 13, fruto de um processo de convergência e unidade, não deixa qualquer margem para contestação.
Não há mais espaço para o triunfo do “PT de Sarney” envergonhar seus militantes, simpatizantes e eleitores.
O próprio deputado Zé Inácio, no seu discurso após o resultado proclamado, pregou a unidade em torno das candidaturas de Lula presidente e Flávio Dino governador em 2018.
É um sinal de que o PT se reposiciona no campo democrático-popular e abre um vasto horizonte para avançar no caminho da grande política.
Share:

Blog Archive

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347
E-mail: willian.redondoombrods@gmail.com