Promissor instituto de pesquisa virou uma espécie de chancelaria de números surgidos do nada não apenas para testificar liderança de Flávio Dino, mas para dar ares de que o comunista é absoluto em 2018


CARTÓRIO. Um dos levantamentos da Exata, surgidos do nada para chancelar vitória de Flávio Dino
A situação tem se repetido ao longo de 2017.
A cada vez que um instituto anuncia e divulga números de pesquisas sobre as eleições de 2018, o Instituto Exata surge – do nada – com números totalmente divergentes, e sempre apontando o governador Flávio Dino (PCdoB) como absoluto para vencer o pleito do ano que vem.
Foi assim com pesquisas do Instituto Performance, da Escutec e agora a do Perfil.
Todos esses institutos mostraram que a disputa de 2018 – longe de se apresentar um passeio para o comunista – mostra uma acirrada disputa, com cenários em que ele está até atrás de adversários, como a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e o deputado estadual Eduardo Braide (PMN).
E o script está montado e ensaiado.
E quando esses números vêm a tona, agentes do Palácio dos Leões tratam logo de anunciar os números da Exata, que surgem sem nenhum anúncio prévio e sem nenhum dado que aponte quando e onde a pesquisa foi realizada.
A Exata sempre foi vista por muitos como um instituto de respeito, mas essa reputação tem sido questionada desde que passou a se vincular aos interesses do governo Flávio Dino.
O instituto parece ter virado uma espécie de chancela para o favoritismo de Flávio Dino.
E seus números surgidos do nada geram cada vez mais desconfiança…
Share:

Blog Archive

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347
E-mail: willian.redondoombrods@gmail.com