SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Pesquisa Exata: População de São Luís rejeita candidatura de Roseana




Os dados do Instituto Exata sobre a sucessão municipal na capital, publicados ontem (22), revela que a população de São Luís ainda guarda vivo na memória as péssimas administrações de Roseana Sarney (PMDB) no Governo do Maranhão.
A ex-governadora, detentora de quatro mandatos, sendo um fruto do golpe judicial que cassou Jackson Lago, em 2009, lidera o ranking da rejeição. Segundo o Exata, Roseana possui 50% de rejeição.
Os índices são perfeitamente justificáveis, afinal, Roseana passou seus governos massacrando a população de São Luís. Não construiu uma única obra na capital e ainda recusou a parceria proposta pelo prefeito Edivaldo para resolver os problemas mais urgentes da cidade.
Em quatro mandatos de Roseana Sarney (1995/1998; 1999/2002; 2009/2010 e 2011/2014), a população maranhense padeceu com muita miséria, atraso e retrocesso, resultado das administrações desastrosas do clã Sarney. Nesse longo tempo de desgoverno, Roseana deixou 2 milhões de maranhenses abaixo da linha de miséria (renda per capita de R$ 70 por mês); 64% da população passando fome; as três piores cidades em renda per capita – das 100 cidades com pior IDH, 20 são do Maranhão; 6,5% dos municípios maranhenses com rede de esgoto; e dos 15 municípios brasileiros com as menores rendas, segundo o IBGE, dez situados no Maranhão (é o estado brasileiro com maior percentual de miseráveis). O Maranhão tinha, em 2012, governado por Roseana Sarney, a segunda maior taxa de analfabetismo de jovens e adultos, com 20,8% da população de 15 anos ou mais sem saber ler e escrever e altas taxas de mortalidade infantil. O estado, nas gestões da filha do ex-senador José Sarney, viveu seus piores momentos, foram dias maus de fome, insegurança, desemprego, ciclo aterrorizante encerrado com a saída de Roseana do Palácio dos Leões em 2014.
Durante seus governos, o Maranhão foi apresentado ao país como celeiro de corrupção, onde malas de dinheiro de desvios na Petrobrás, segundo depoimento de ex-diretores da companhia, eram entregues no Palácio dos Leões a assessores diretos da governadora Roseana Sarney. Somente o precatório da Constran, conforme o doleiro Alberto Yousseff, teria rendidos alguns milhões à quadrilha que se instalou no Palácio dos Leões. A população de São Luís e de todo Maranhão não quer a volta disso