Partidos confirmam adesão com reconhecimento ao projeto de mudanças de Dino para o MA


DEM, PP, PTB, PR, PRB, PROS e outros são siglas fechadas com Dino para 2018…
Nos últimos meses, Flávio Dino tem ganhado a adesão de vários partidos que não estavam em seu campo de alianças nas últimas eleições. Além de manter quase a totalidade de legendas de 2014, ele segue ampliando sua base e isolando, cada vez mais, seus adversários. O discurso dos partidos é sempre o mesmo: o reconhecimento pelo projeto de mudanças que Dino vem implementando no Maranhão.
Nesta terça-feira, foi a vez do DEM fechar compromisso de apoiar a reeleição de Flávio Dino. O presidente da legenda, Juscelino Filho, ao confirmar que o partido estará com o governador nas próximas eleições, reconheceu o trabalho que vem sendo realizado no estado. “Nós enxergamos um governo comprometido em mudar a realidade do Estado do Maranhão. Um governo que vem dando o seu melhor para que as coisas deem certo”, ressaltou.
Outro partido que confirmou, recentemente, apoio a Flávio Dino foi o PRB. O presidente, deputado federal Cléber Verde, também legitimou a entrada no campo partidário do governador com muitos elogios a atual gestão do estado. “Não tenho dúvidas que com fé e muita ação a gente vai fazer uma grande revolução no nosso estado. Eu tenho certeza que é isso que mais nos move. Esse sentimento de fé, de esperança, de muito trabalho que o vosso Governo está implementando no estado e a gente vem com espírito de corpo para contribuir de forma solidária”, disse Verde a Dino.
Quem também garantiu apoio a Flávio Dino nas próximas eleições foi o PR, do deputado estadual Josimar de Maranhãozinho. Em grande evento em Santa Inês, o parlamentar ratificou que o partido marchará ao lado do governador em outubro, e também elogiou a administração que é reconhecida, inclusive, nacionalmente. Ele enfatizou que o PR é povo, para confirmar sua entrada no arco de alianças de Dino.
Com trabalho reconhecido por políticos e elevados índices de popularidade, Flávio Dino vai aderindo mais partidos ao seu projeto de mudanças para o Maranhão. A união construída por ele para combater o sarneyzismo se fortalece cada vez mais. Prova de que o Maranhão não quer mais retroceder politicamente.
Share:

EDITORIAL DO DIA! Força do povo contra os poderosos

Força do povo contra os poderosos está justamente na organização e na mobilização de muitos - Créditos: Mídia Ninja

A sociedade é composta por vários grupos. Cada grupo tem uma determinada força, que pode ser: o número de pessoas que consegue mobilizar, a quantidade de dinheiro que se tem e o controle de determinados espaços de poder político.
Na nossa sociedade, a capitalista, os grupos mais fortes são aqueles com mais dinheiro. O poder econômico garante a esses grupos a capacidade de controlar os espaços de poder político. A mídia, os poderes executivo, legislativo e judiciário, são exemplos de espaços de poder político.
Na última semana se tornaram públicas as denúncias de corrupção feitas por executivos, por exemplos os três últimos presidente da Caixa Econômica Federal Muitos políticos e muitos partidos foram citados. A sensação que se tem é que ninguém presta, que todo mundo é corrupto, que a democracia não serve para nada. A torcida, às vezes, acaba sendo para que "venha alguém e dê um jeito". O perigo está aí!
A política é a forma de organização das pessoas para encontrar saídas coletivas para os problemas comuns. Desacreditar essa forma de construção coletiva e chamar um "salvador da pátria" é um grande risco. “Salvadores da pátria” podem significar o autoritarismo batendo à porta de nossas casas.
As perguntas que ficam são: a quem interessa uma saída autoritária? Por que certos setores, como a mídia, tentam fazer crer que ninguém presta?
A principal prejudicada com a destruição da política é a própria população. É a política que garante ao povo se organizar para fazer frente ao poder econômico. A força do povo contra os poderosos está justamente na organização e na mobilização de muitos.


Share:

REVOADA DE TUCANOS DO PSDB PODE FACILITAR REELEIÇÃO DE FLÁVIO DINO



Cerca de 27 dos atuais 30 prefeitos do PSDB no Maranhão ratificaram a posição de deixar a legenda e se filiar ao PRB, partido do vice-governador Carlos Brandão; se a mudança se confirmar, será um grande passo para fortalecer as chances de reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB)
 O vice-governador Carlos Brandão mostrou força política ao reunir quase a totalidade dos 30 prefeitos do PSDB em evento do seu novo partido, o PRB, na semana passada. A tendência, segundo os tucanos, é que o partido fique, no máximo, com um ou dois gestores municipais, já que os 27 presentes ao evento ratificaram a posição de sair da legenda.
Além dos prefeitos, os deputados estaduais Neto Evangelista e Sérgio Frota devem deixar o PSDB, assim como o suplente Marcos Caldas. A debandada tucana após o golpe do senador Roberto Rocha, novo presidente do partido, vai fortalecer ainda mais o campo de alianças do governador Flávio Dino, já que os dissidentes migrarão para legendas que apoiam o atual projeto de mudanças para o Maranhão.
Inerte até o momento por estar de férias em Miami, Roberto Rocha terá trabalho para honrar com a garantia de que para cada prefeito que saísse do PSDB, ele iria filiar um novo.

Carlos Brandão, por sua vez, segue se movimentando e se viabilizando, cada vez mais, para continuar como vice-governador. Se esse for seu desejo, ele tem mostrado reunir todas as condições para a tarefa, já que, mesmo com a inesperada decisão da Executiva Nacional do PSDB de interferir no diretório estadual para atender aos caprichos de Roberto Rocha, Brandão mostra que sai maior do que o próprio partido tucano no Maranhão.
Share:

MARANHENSE 2018: BEC estreia no próximo domingo (21) contra o Sampaio Corrêa, em São Luis

A partir do próximo sábado a bola vai rolar para a disputa do Campeonato Maranhense de 2018, após as equipes terem praticamente dois meses de preparação, entre a apresentação de seus elencos e o primeiro dia de jogos. Com turno único e a fase classificatória somente com jogos de ida, oito equipes buscarão o título do Estadual.

Bacabal

Diferentemente da maioria dos times que vai disputar o Maranhense, o Bacabal não teve uma pré-temporada longa. A equipe vai chegar para a estreia contra o Sampaio, com cerca de 15 dias de preparação. O time foi campeão da divisão de acesso maranhense em 2017 sendo comandado por Marlon Cutrim e agora terá como treinador Erasmo Forte, que já passou pelo BEC em outra oportunidade.

Alguns jogadores saíram da equipe após a Série B do Maranhense e estão em adversários do BEC, como o lateral-direito Michel, que voltou para o Cordino, o atacante Cris, que está no MAC, e o volante Romério, que acertou com o Moto, entre outros. Por outro lado, alguns atletas foram mantidos como o goleiro Gustavo, o zagueiro Alef e o meia Elton. As novidades ficam por conta de Lucão, zagueiro estava no Novo Horizonte-GO, Denis Baiano, atacante que estava no Pesqueira-PE, e Weverton, volante que chegou do futebol cearense.

A equipe corre contra o tempo para ter sua formação titular definida pelo treinador. A tendência é que o time ainda receba reforços durante a semana do jogo contra o Sampaio. Outros jogadores estão sendo observados pela comissão técnica.

Time base: Gustavo; Romário, Lucão, Wesley e Tomaz; Telmo, China, Ewerton; Anderson, Wallyson e Naldo. Técnico: Eramo Fortes.

Regulamento

O Campeonato Maranhense de 2018 será disputado em turno único, com três fases: classificatória, semifinal e final. A fase classificatória será disputada em sete rodadas com os oito times jogando entre si em turno único, em confronto direto, classificando-se para a semifinal os quatro primeiros colocados ao final desta fase. Na fase de pontos corridos, em caso de igualdade na pontuação, são critérios de desempate: 1) mais vitórias; 2) melhor saldo de gols; 3) mais gols pró; 4) confronto direto; 5) maior saldo de gols no confronto direto; 6) menor número de cartões vermelhos; 7) menor número de cartões amarelos; 8) sorteio.


Os quatro melhores classificados se enfrentam na fase semifinal no sistema mata-mata em jogos de ida e volta. Os classificados em primeiro ou segundo lugar jogam por dois empates na semifinal. No caso de uma vitória para cada clube, estará classificado o que tiver obtido maior saldo de gols, computados somente nessas duas partidas. Se houver empate no saldo de gols, o time com melhor pontuação na classificação geral avança para a decisão.

A final será disputada em duas partidas entre os vencedores das semifinais. O clube de melhor pontuação na classificação geral jogará por dois empates. No caso de uma vitória para cada clube, estará classificado o que tiver obtido maior saldo de gols, computados somente nessas duas partidas. Se houver empate no saldo de gols, o time com melhor pontuação na classificação geral avança para a decisão.

O último colocado na fase classificatória será rebaixado para a Série B do Campeonato Maranhense de 2019.
Share:

CLEIDE COUTINHO DEVE TENTAR VOLTAR A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA



O Blog Repórter Tempo divulgou no último fim de semana que a ex-deputada estadual Cleide Coutinho, viúva do presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho, deve anunciar candidatura ao parlamento estadual.

O anúncio de Cleide Coutinho deverá acontecer nos próximos dias, logo após retornar de uma viagem para São Paulo, onde foi fazer alguns exames rotineiros. Cleide já foi deputada estadual e deve naturalmente herdar o espólio político de Humberto Coutinho.

Cleide Coutinho é médica, foi deputada estadual e sempre foi mão firme e ativa ao lado de Humberto Coutinho. Nascida no Rio Grande do Norte, formou-se na Universidade federal da Bahia, onde conheceu o também estudante de medicina Humberto Coutinho. Foi o esteio do marido na construção de um grande grupo empresarial, que inclui hospitais, faculdades e criação de gado, entre outras atividades. Nada mais natural que assuma o comando do grupo e mantenha a influência política que ajudou a construir.

Um dos principais aliados de Cleide Coutinho deverá ser o prefeito de Tuntum e presidente da FAMEM, Cleomar Tema (PSB). Com a capilaridade do seu grupo político na Região dos Cocais e com apoios importantes, como o de Tema, Cleide chegará na disputa como uma das favoritas para ocupar uma das 42 cadeiras do parlamento estadual.
Share:

Contas públicas do Maranhão melhoram em 3 anos de governo, mostra jornal O Estado de S. Paulo


O jornal O Estado de S. Paulo desta terça-feira (16) traz um levantamento sobre a piora da situação fiscal dos Estados em geral – ou seja, da forma como eles estão lidando com o dinheiro público. Apenas cinco Estados tiveram melhora nas contas públicas nos últimos três anos. Entre eles, está o Maranhão.

“Os Estados de Alagoas, Paraná, Ceará, Maranhão e Piauí foram os únicos cujas contas não se deterioraram nos últimos três anos”, afirma a reportagem. O período é o mesmo da atual administração do Governo do Maranhão.

Enquanto a maioria aumentou o déficit, o Maranhão teve variação positiva de 0,4% de 2015 a 2017. Ou seja, desde que o governador Flávio Dino assumiu o cargo, a saúde fiscal do Maranhão melhorou – como têm apontado diversos estudos nacionais e independentes.

O resultado se torna ainda mais significativo ao levar em conta que o Maranhão tem vivido um dos mais robustos ciclos de investimentos públicos da história, com obras em todas as regiões do Estado

A situação do Maranhão contrasta com a da maioria do país, mostra a reportagem do Estadão: “O peso crescente da folha de pagamento e a queda de arrecadação provocada pela crise econômica fizeram com que em três anos – do início de 2015 ao final de 2017 – os Estados saíssem de um resultado positivo de R$ 16 bilhões para um déficit de R$ 60 bilhões em suas contas”.

Reconhecimento nacional

Na sexta-feira passada (12), o jornal O Globo já havia mostrado que o Maranhão é o segundo Estado que melhor controla os gastos em todo o Brasil.

Em dezembro, o Boletim de Finanças divulgado pelo Tesouro Nacional já havia mostrado que o Maranhão tem saúde fiscal mais sólida do que tinha em 2014. Em 2014, a nota da Capacidade de Pagamento (Capag) do Maranhão era C. Segundo o boletim do Tesouro divulgado na quarta-feira (6), o Maranhão agora tem uma nota B, desempenho que vem se mantendo desde 2015.

Segundo a classificação do Tesouro Nacional, as notas A e B indicam boa situação fiscal. Já os conceitos C e D sinalizam o contrário. O Tesouro Nacional é um órgão do Governo Federal.

Ou seja, entre 2014 e 2017, o Maranhão passou de uma situação ruim para um cenário adequado.

Além disso, em 2017, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro publicou estudo apontando o Maranhão como o segundo Estado com a melhor situação fiscal do país.
Share:

MPF pede 386 anos de prisão para Cunha e 78 anos para Alves

Ex-presidentes da Câmara foram denunciados por desvios no FI-FGTS

BRASÍLIA — O Ministério Público Federal em Brasília (MPF-DF) pediu que os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves sejam condenados, respectivamente, a 386 anos e 78 anos de prisão.

O MPF apresentou à 10ª Vara Federal de Brasília, nesta terça-feira, as alegações finais na ação penal derivada da Operação Sépsis, que investiga desvios no Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS).

O MPF pediu ainda que Cunha, acusado de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e prevaricação, pague uma multa de R$ 13,7 milhões; e que Alves, denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pague R$ 3,2 milhões.

“A República, em grande extensão, foi vítima dos delitos praticados pelos mencionados acusados, sofrendo um prejuízo moral incalculável. A reprovabilidade de suas condutas, portanto, é absoluta, máxima”, diz o texto.

Também serão réus no processo o operador Lúcio Bolonha Funaro, o ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto, e o empresário Alexandre Margotto. Como os três fecharam acordos de delação premiada, o MPF ressaltou que os acordos estabelecem penas máximas: 30 anos para Funaro, 10 anos para Cleto e nove anos para Margotto.


Em nota, a defesa de Eduardo Cunha afirmou que as alegações finais “configuram uma peça de ficção científica, sem provas, com afirmações inverídicas que não se prestam a sustentar uma condenação”.
Share:

Blog Archive

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347

Blog Willian Redondo - WhatsApp - (98) 9966-8347
E-mail: willian.redondoombrods@gmail.com